30 de jan de 2015

Pedido de vista de Gilmar completa 300 dias


"Ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), emperra desde abril do ano passado a ação que pede o fim de doações de empresas para campanhas; ele pediu vista do julgamento quando contava com 6 votos a favor e um contra; recentemente, ele afirmou que a tese de que a corrupção existe por conta do financiamento das empresas privadas é um "discurso fácil"; "O partido que desenhou essa proposta (o PT) queria o financiamento público e o voto em lista. A minha objeção é que nós temos de discutir o sistema eleitoral para saber qual é o modelo de financiamento. E não discutir o modelo de financiamento para definir o sistema eleitoral"

Brasil 247

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), emperra há mais de 300 dias a ação que pede o fim de doações de empresas para campanhas. O magistrado pediu vista do julgamento, iniciado no dia 2 de abril de 2014, quando contava com 6 votos a favor e um contra.

29 de jan de 2015

MP aponta responsabilidade de Alckmin na crise da água


, GGN

Está no TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3a Região) a mais contundente acusação ao governo Geraldo Alckmin pelo descaso com que conduziu a questão da água de São Paulo.

Trata-se da Ação Civil Pública Ambiental, com pedido de tutela antecipada (isto é, de permitir decisões antes do julgamento final) proposta pelo Ministério Público Federal de São Paulo e pelo Ministério Público Estadual.

Não é ainda uma ação de responsabilização civil ou criminal. Por enquanto, é apenas uma iniciativa drástica para enfrentar a mais grave crise hídrica da história do Estado. Mas o acúmulo de provas e evidências levantado não deixará outra alternativa do que responsabilizar respectivamente o governador Geraldo Alckmin, o presidente da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), os dirigentes da ANA (Agência Nacional de Água) e do DAEE (Departamento de Água e Energia Elétrica) pela crise hídrica do Estado assim como suas consequências futuras.

28 de jan de 2015

PF vai investigar Andrade Gutierrez e mais nove


André Richter, Agência Brasil

"A Polícia Federal (PF) abriu mais dez inquéritos para investigar empresas suspeitas de participar do esquema de corrupção em contratos com a Petrobras. Por determinação do delegado Eduardo Mauat, chefe da investigação da Operação Lava Jato, a PF vai investigar possível envolvimento de diretores e funcionários nos desvios.
 
De acordo com a PF, serão investigadas as empreiteiras Andrade Gutierrez, Setal Engenharia, MPE Montagens e Projetos Especiais, Alusa Engenharia S/A, Promon Engenharia, Techint Engenharia e Construção S/A, Skanska Brasil, GDK, Schahin Engenharia e a Carioca Christiani Nielsen Engenharia.

Na última fase da Operação Lava Jato, executivos das empreiteiras Engevix, OAS, Galvão Engenharia, Mendes Júnior, Camargo Correa e UTC Engenharia se tornaram réus em ações oriundas das investigações da PF. De acordo com depoimentos de delação premiada, as empresas são acusadas de formação de cartel em contratos com a Petrobras."

27 de jan de 2015

Sabesp lança o”Disque-Seca” e, afinal, assume racionamento: até 18 h sem água por dia


Fernando Brito, Tijolaço  

"Finalmente a Sabesp, ainda que continue fugindo da falar em racionamento, assume na prática que está havendo um, sistemático e com hora marcada, para quase todos os moradores de São Paulo.

É o 195, o “Disque-Seca”, telefone pelo qual os paulistanos ficam sabendo a que horas não vai entrar água em suas caixas d’água e o horário em que ela vai voltar a ser fornecida.

Ou seja: qual é o período de racionamento.

26 de jan de 2015

Você acredita que há racionamento de luz? E de água? Qual você sente?


Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

"A partir de segunda-feira da semana passada, a dita “grande imprensa” brasileira passou a tratar da mesma forma questões que estão longe de se nivelar. Como são questões que afetam diretamente a vida dos brasileiros – sobretudo os de São Paulo e Minas Gerais –, esse noticiário tem se constituído em virtual delinquência ideológica.

Apesar de ninguém que lê sobre política ser cego e surdo, vale rever exemplos de como a dita “grande imprensa” vem tratando questões absolutamente distintas, sobre fornecimento de água e luz. Apesar de os consumidores não estarem enfrentando os mesmos problemas para obter do Estado os dois serviços, a forma como são prestados está sendo tratada da mesma forma pela mídia, o que trata de desinformar o público, desviando-o da postura natural que deve ter para cada questão em particular.

25 de jan de 2015

Lava Jato: MP não se interessa por relações de Youssef com PSDB?


Miguel do Rosário, Tijolaço  

'Não fosse o humor negro dos internautas, há muito a política brasileira teria se tornado insuportável.

O leitor José Alcy Nobre, por exemplo, fez um comentário engraçado, apesar de sombrio: “Se Youssef abrir o bico e falar de alguém do PSDB irá cumprir sentença na Indonésia.”

Pois é.

É engraçado, mas é sério.

É a mais triste e dura verdade.

Aliás, isso me lembra uma matéria que li ontem no Liberación, de Paris, sobre a mídia grega.

24 de jan de 2015

O crime compensa. E com aval do Judiciário


Fernando Brito, Tijolaço  

"É inacreditável a alegria pelo “bom negócio” feito pelo doleiro Alberto Youssef, segundo as declarações de seu advogado tucano hoje na Folha.

Já havíamos ficado sabendo que o acordo de delação restringe a pena de Youssef a três anos em regime aberto. E que ele vai conservar parte do patrimônio adquirido com o seu papel de “lavador” das roubalheiras de Paulo Roberto Costa.

Agora, graças aos repórteres Mario Cesar Carvalho e Gabriela Terenzi, ficamos sabendo que ele vai ganhar “comissão” sobre o dinheiro roubado, num valor que pode chegar a R$ 10 milhões, uma quantia impensável para nós, mortais comuns e honestos, mesmo depois de uma longa vida de trabalho duro.

23 de jan de 2015

O escândalo da importação de energia é de 0,12% do que o Brasil gasta!

Fernando Brito, Tijolaço  

"A imprensa, com estardalhaço, anuncia que o Brasil está importando energia da Argentina e Paraguai.

Está.

Exatos 90 megawatt, ontem.

O equivalente a estrondosos 0,12% dos 73.780 MW consumidos ontem no país.

Uma quantidade, como se vê, ridícula, embora, nesta seca, qualquer 10 mil réis sejam úteis.

22 de jan de 2015

SP: problema no abastecimento já afetou 68%


Daniel Melo, Agência Brasil

"Mais de dois terços dos paulistanos (68%) já tiveram problemas com abastecimento de água na própria casa ou de algum parente nos últimos 30 dias. O dado faz parte da 6ª edição da pesquisa Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (Irbem), divulgada nesta quinta-feira 22. O levantamento foi feito pela Rede Nossa São Paulo entre 24 de novembro e 8 de dezembro de 2014.

Para 82% dos residentes na capital paulista, o risco de uma crise ainda mais grave, com esgotamento total dos reservatórios, é grande. Os problemas de abastecimento são causados pela falta de planejamento do governo estadual, na opinião de 42% das pessoas. A falta de chuva é apontada como responsável pela crise por 29% dos entrevistados.

Sessenta e seis por cento dos paulistanos acreditam estar bem informados sobre o tema. A confiança na Companhia Saneamento Básico do Estado de São Paulo caiu de 82% na pesquisa anterior para 62% na edição deste ano.
Foram ouvidas 1.512 pessoas, divididas proporcionalmente por todas as regiões da cidade."

20 de jan de 2015

A decadência do Manhattan é tanta que virou palco para Zélia Cardoso de Mello


Fernando Brito, Tijolaço  

"O programa Manhattan Connection, aquele que é abrilhantado pela generosa lucidez de Diogo Mainardi e seus comentários sobre a natureza “bovina” do povo nordestino, ganhou ontem uma comentarista econômica à altura de sua credibilidade.

Zélia Cardoso de Mello, a todo-poderosa ministra do Governo Collor discorreu sobre os ajustes econômicos do Ministro Joaquim Levy com a sabedoria que demonstrou em sua “gestão” da Fazenda.

Depois de fazer coro aos elogios aos veios liberais de Levy, com um único “senão”:

- (ele) vai precisar de apoio político da presidente da República, e isso, sinceramente, eu não sei se ele tem.

Veja!