Mortes aumentaram 33% após ação da Rota na zona leste de SP

Hermano Freitas, Portal Terra

“Os números de mortes em assassinatos na capital paulista mostram que uma ação das Rondas Extensivas Tobias Aguiar (Rota) na zona leste no final de maio pode ter sido o pontapé inicial da onda de violência em São Paulo. As estatísticas de homicídio doloso do site da Secretaria de Segurança Pública estadual (SSP-SP) mostram crescimento de 33% entre junho e setembro na comparação com igual período do ano passado.

No dia 29 daquele mês, três integrantes da Rota acabaram presos após a morte de seis suspeitos de pertencerem à facção conhecida como Primeiro Comando da Capital (PCC) em um bar na favela Tiquatira, na região da Penha. No local estaria acontecendo uma reunião para traçar um plano de resgate de um preso que seria transferido. As investigações da Polícia Civil indicaram ter havido a execução de um dos suspeitos, enquanto os PMs envolvidos sustentam a versão de uma violenta troca de tiros ter motivado as mortes.

Após este acontecimento, de acordo com os números consolidados da SSP de junho a setembro, as mortes em homicídio doloso descontados os de acidentes de trânsito pularam de 365 em 2011 para 486 em 2012. Foram 134 mortes por assassinato em junho de 2012 contra 90 em junho de 2011 (aumento de 49%) e o crescimento é ainda mais expressivo se a comparação mês a mês confrontar os setembros de 2011 e 2012: 71 mortes contra 139 (aumento de mais de 95%).”
Matéria Completa, ::AQUI::

Comentários