Comentário: “O combate à corrupção no Brasil não é sincero”, diz Fernando Haddad (PT)



O Supremo Tribunal Federal decidiu: os réus da ação penal 470, o chamado "mensalão do PT", devem começar a cumprir as penas de prisão imediatamente. Como disse o ministro Luis Roberto Barroso, o jogo acabou. Cumpra-se a decisão.

À exceção dos envolvidos e simpatizantes, que não são poucos, o que se espera é o cumprimento da decisão. Hora de seguir adiante, de avançar depois de 9 anos com o mesmo tema nas manchetes. Afinal, o que não falta é assunto.

Para ficar só em São Paulo – estado e cidade-, dois escândalos levaram a um rombo de quase R$ 1 bilhão. Um, escândalo de quase R$ 500 milhões, o dos metrôs e trens. Maracutaia que se deu em governos dos últimos 20 anos. Do PSDB.

Escândalo de superfaturamento. Gatunagem que chega aos ouvidos do povo acobertado pelo hermético apelido de "Cartel".

O outro, a ladroagem de outro meio bilhão. Roubo executado pela máfia dos fiscais na Prefeitura de São Paulo.

Meio bilhão?…Certamente com cobertura adequada.

Conversei com o prefeito Fernando Haddad sobre esse assalto à cidade. Palavras dele:

- Não há como recuar. Não haverá recuo e nem há como paralisar a investigação.

O prefeito lembra que a Controladoria Municipal, por ele mesmo criada, é um órgão autônomo, independente.

Nessa semana Haddad viu seu Secretário de Governo, Antonio Donato, deixar o cargo. Isso depois da denúncia de ter recebido R$ 200 mil. Diz o prefeito:

-O combate à corrupção, que todos dizem desejar, pode ter consequências imprevisíveis. Pode envolver pessoas, inclusive inocentes, que sejam próximas ou não…

A pergunta é do próprio Haddad: "Qual é a alternativa a isso?"

A resposta também é dele:

-A alternativa seria fazer o que recomendam a péssima tradição brasileira e velhas raposas da Política. Ou seja, "não mexa nisso porque isso pode respingar em você".

O prefeito me disse também: "O combate à corrupção no Brasil não é sincero… não existe combate à corrupção que seja indolor".

Quanto ao que encontrou na prefeitura que herdou de Kassab, Haddad resume: "Descalabro total".

Assim caminha o Brasil. O Supremo Tribunal decidiu pela prisão dos réus do chamado "mensalão". Cumpra-se. E que, sem maniqueísmos, sem cinismo e hipocrisia, avance o combate real à corrupção.”
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: