Globo quer que BB cobre o que ela própria recebeu


Capa deste domingo do jornal O Globo coroa, com pitadas de surrealismo, o julgamento da Ação Penal 470; publicação da família Marinho anuncia que "BB cobrará na Justiça verba desviada por mensaleiros"; reportagem diz respeito aos R$ 73 milhões da cota do Banco do Brasil investidos no fundo Visanet; ocorre que a publicidade, ordenada por Henrique Pizzolato, foi feita e a empresa mais beneficiada foi justamente a Globo, que pagava o chamado "bônus por veiculação" às agências de Marcos Valério, conforme demonstram contratos entre a emissora e as empresas de publicidade; será que a Globo vai devolver o dinheiro recebido do "operador do mensalão"?


No país da hipocrisia, a manchete deste domingo do jornal O Globo acrescenta uma pitada de surrealismo ao julgamento da Ação Penal 470. Depois de pressionar os ministros do Supremo Tribunal Federal a condenar e a encarcerar os réus, o Globo agora anuncia: "BB cobrará na Justiça verba desviada por mensaleiros".

A reportagem diz respeito a R$ 73 milhões aplicados pelo Banco do Brasil no fundo Visanet, para investimentos em publicidade. A agência contratada, como se sabe, foi a DNA, de Marcos Valério. E o diretor de marketing do Banco do Brasil era Henrique Pizzolato. Valério está preso e Pizzolato fugiu para a Itália. 

Agora que o processo chegou ao fim, a Globo pressiona o BB a tomar uma decisão decorrente de uma mentira: a de que os R$ 73 milhões teriam sido desviados do Banco do Brasil. A verdade sobre este capítulo do processo já foi demonstrada pela revista Retrato do Brasil, em reportagens (leia aqui) e num vídeo de 27 minutos, apresentado pelo escritor Fernando Morais:



Editor da Retrato do Brasil, o jornalista Raimundo Rodrigues Pereira provou que os recursos foram, efetivamente, gastos em publicidade. E mais: a empresa mais beneficiada, justamente por abocanhar a maior parte do bolo da publicidade no Brasil, foi a Globo.

Dias atrás, foi também divulgado um contrato firmado entre a Globo e a DNA, sobre o chamado bônus por veiculação, o "BV", que é uma espécie de comissão paga pelos grandes veículos de comunicação às agências de publicidade. É quase uma propina institucionalizada no mercado anunciante, que faz com que veículos maiores, com maior capacidade financeira, recebam mais publicidade do que sua audiência justificaria (confira aqui o contrato da Globo com a DNA).

Diante de tudo isso, pergunta-se: se o dinheiro da Visanet foi gasto em publicidade, se a Globo foi a empresa que recebeu a maior parte das verbas e se o jornal O Globo agora pressiona o Banco do Brasil a reaver os recursos, será que os Marinho pretendem devolver o que receberam?”
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: