Cartel deu prejuízo de mais de R$ 300 mi à CPTM

"Contratos assinados em 2007, na gestão de José Serra, para manutenção de trens custaram 34% a mais do que em 2012; naquele ano, o valor foi de R$ 967 milhões; em 2012, com Geraldo Alckmin, o valor caiu para R$ 667 milhões; segundo denúncia da Siemens ao Cade, o sobrepreço era da ordem de 30%

Brasil 247

O cartel dos trens em São Paulo custou caro ao contribuinte do estado mais próspero do País. Reportagem dos jornalistas Flavio Ferreira e Mario Cesar Carvalho, publicada neste domingo no jornal Folha de S. Paulo, afirmam que Companhia Paulista de Trens Metropolitanos teve prejuízo de R$ 300 milhões com contratos assinados na gestão de José Serra, em 2007, para manutenção de trens.
 
Naquele ano, o valor pago pela CPTM foi de R$ 967 milhões. Em 2012, os mesmos serviços foram contratados por R$ 667 milhões – entre 2007 e 2012, no ano de 2010, José Serra foi o candidato do PSDB à presidência da República.

Segundo a reportagem, o sobrepreço de 34% é similar ao índice de 30%, denunciado pela Siemens ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o Cade.

A decisão de terceirizar a manutenção dos trens foi tomada pelo engenheiro João Roberto Zaniboni, indiciado pela Polícia Federal sob a suspeita de ter recebido propina de US$ 836 mil de empresas do cartel, como Alstom e Siemens."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: