A canalhice politiqueira da Cemig tucana

Fernando Brito, Tijolaço 

"O caso envolvendo a propaganda da Companhia de Energia Elétrica de Minas Gerais, a Cemig, atribuindo a “culpa” pelo reajuste das tarifas de energia elétrica “a um órgão do Governo Federal, a Aneel, que fica lá em Brasília” é uma das maiores canalhices já feitas na política brasileira.

A Aneel, de fato, autorizou um reajuste de 14,24% nas contas de energia elétrica da empresa.

O valor, porém é menos da metade do que foi pedido pela empresa, que solicitou um reajuste de 29,74%.

Isso é formammente documentado, e foi dito pela própria Cemig em nota oficial, no final de março:

“Considerando os números preliminares apresentados, a Cemig solicita para a análise da Aneel, um reajuste médio das tarifas de 29,74%. A definição do reajuste, no entanto, depende da decisão da Aneel, que deverá definir a nova tarifa a ser cobrada a partir de 8 de abril.”
Matéria Completa, ::AQUI::
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: