Aécio obriga Twitter a dar nomes de usuários para processar quem o critica


Fernando Brito, Tijolaço  

Em processo que corre em sigilo judicial, Aécio Neves está obrigando o Twitter a entregar os nomes de 66 usuários do microblog Twitter que difundiram mensagens que, segundo o candidato tucano “insinuam (o seu) envolvimento em crimes, como enriquecimento ilícito; apropriação de recursos da Saúde de Minas Gerais; agressão à namorada; crime de evasão de divisas; uso e transporte ilegal de drogas; além de promoverem conteúdos que (lhe) imputam(…) condutas moralmente inaceitáveis.

Diz ele que os tuiteiros “interagem entre si, notadamente para denegrir sua imagem, nome e história”.


Talvez com poucas ocupações, desde que sua campanha entrou em declínio – do qual espera sair agora com a desconstrução de Marina Silva pelo desmonte da imagem de Eduardo Campos, como antecipa Merval Pereira – Aécio contratou uma legião de advogados para obter as identidades, via IP, dos que o atacam na internet.

Imginem se Dilma fizesse isso com os trolls que diariamente espalham horrores na rede sobre ela?

“Ditadora, tirana, bolivarianista” seria o mínimo que diriam dela.

Só acho que Aécio resolveu ser valente com um monte de gente pequena, que talvez não tenha nem como se defender com advogado.

E que estão sendo, agora, obrigados se virar para enfrentar o exército jurídico aecista.

Quando o amigo do Serra publicou aquele famigerado “pó pará, governador” , ele não levou ninguém à Justiça.

Agora, para não se queimar com os usuários do Twitter, age quase em silêncio."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: