Uma imprensa sem cérebro, um leitor que… nem tanto

Fernando Brito, Tijolaço  

"A matéria mais acessada na página de economia do site da Folha, neste momento, é a que noticia que o Brasil bateu, pelo quarto mês consecutivo, o recorde de produção de petróleo e gás natural, extraindo  quase 3 milhões de barris entre petróleo e gás natural em cada dia de setembro deste ano, 12,6% a mais do que um ano antes.

Um acréscimo que deverá subir para perto de 15% a mais quando se divulgarem os dados oficiais de outubro e o pré-sal estiver se aproximando dos 700 mil barris de petróleo e gás, o  que aqui já se anunciou, faz tempo.
No entanto, não há sequer uma mísera chamada para esta notícia na capa da Folha.

Mas há para o fato da Aneel ter aprovado a geração de energia usando força humana.

Será que o leitor vai pensar no sacrifício de centenas de homens e mulheres rodando manivelas, como num destes filmes “B”,  para gerar energia no meio de uma crise generalizada? Uma legião de escravos energéticos?

Que nada, é só um projeto da Prefeitura do Rio de Janeiro,para adaptar academias públicas de ginástica, instaladas nas ruas, para produzirem energia elétrica a partir da energia cinética gerada pelas pessoas que usarem os aparelhos…

Em termos de saúde, uma coisa legal. Do ponto de vista energético, uma bobagem, claro.

E lugar de bobagem é nas chamadas dos jornais, não é?"
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: