Caso HSBC traz pistas sobre Metro/Alstom


"Lista de antigos correntistas do HSBC, na Suíça, inclui dois ex-diretores do Metrô de São Paulo - Paulo Celso Mano Moreira da Silva e Ademir Venâncio de Araújo - que abriram contas no país helvético em 1997, ano em que a estatal assinou um contrato, sem licitação, com a multinacional francesa Alstom para a linha Norte-Sul vermelha; na época, o Estado era governado por José Serra (PSDB)

Brasil 247

O caso Swissleaks, que apontou 8.667 nomes de pessoas ligadas ao Brasil que mantiveram contas no HSBC, na Suíça, sinaliza postas sobre outros casos de corrupção investigados no país.

Segundo o jornalista Fernando Rodrigues, a lista de antigos correntistas do HSBC inclui dois ex-diretores do Metrô de São Paulo - Paulo Celso Mano Moreira da Silva e Ademir Venâncio de Araújo - que abriram contas no país helvético em 1997, ano em que a estatal assinou um contrato, sem licitação, com a multinacional francesa Alstom para a linha Norte-Sul vermelha. Na época, o Estado era governado por José Serra (PSDB).

Nos anos de 2006 e 2007 – período em que o caso de evasões do HSBC é investigado - Moreira da Silva apresentava um saldo de US$ 3,032 milhões; e Venâncio de Araújo tinha duas contas, cada uma com um valor diferente: US$ 3,538 milhões e US$ 3,489 milhões.

Leia aqui reportagem de Fernando Rodrigues sobre o assunto."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: