Janio: poderes da Lava Jato não são absolutos


"Colunista Janio de Freitas questiona a condução do juiz Sérgio Moro e de procuradores da força-tarefa da Lava Jato, citando as críticas feitas à advogada da Odebrecht Dora Cavalcanti; “A atribuição que lhe foi feita é excessivamente exorbitante e maldosa. Das tais que a Lava Jato não tem o direito legal e ético de fazer: é tempo de entender que os seus poderes não são absolutos”

Brasil 247

O colunista Janio de Freitas questiona diversas ações da Lava Jato. Ele cita a divulgação da delação de Ricardo Pessoa, da UTC, no dia em que a presidente Dilma Rousseff embarcava para a visita aos EUA.

Também menciona o caso da Odebrecht, “a ponto de uma publicidade explicativa da empresa, como fizeram outras empreiteiras, receber resposta especial e escrita do juiz da Lava Jato, honra negada às demais”.

Janio cita ainda as críticas de procuradores da força-tarefa da Lava Jato, feitas à advogada da Odebrecht Dora Cavalcanti:

“A atribuição que lhe foi feita é excessivamente exorbitante e maldosa. Das tais que a Lava Jato não tem o direito legal e ético de fazer: é tempo de entender que os seus poderes não são absolutos” (leia mais)."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: