Protestos anticorrupção vão poupar Cunha


"Não vamos para cima do Cunha no dia 16. Ele tem um papel importante. Nosso foco é o impeachment”, afirma Carla Zambelli, líder do Nas Ruas e porta-voz da Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos; presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), rompeu com o governo após acusação na Lava Jato de ter recebido US$ 5 milhões de propina; desde então, ele abriu caminho para votar 12 processos em tramitação que pedem o afastamento da presidente Dilma Rousseff 

Brasil 247

As manifestações contra a corrupção previstas para o dia 16 de agosto vão deixar de fora o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB). Cunha rompeu com o governo após acusação na Lava Jato de ter recebido US$ 5 milhões de propina. Desde então, ele abriu caminho para votar 12 processos em tramitação que pedem o afastamento da presidente Dilma Rousseff.

“Não vamos para cima do Cunha no dia 16. Ele tem um papel importante. Nosso foco é o impeachment”, afirma Carla Zambelli, líder do Nas Ruas e porta-voz da Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos, em entrevista ao ‘Estado de S. Paulo’.

“Amigos, no dia 16 de agosto vamos voltar às ruas não mais para protestar.
 Agora vamos pedir o impeachment de Dilma, responsável maior por um governo corrupto, mentiroso e incompetente”, postou no Facebook o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), líder do PSDB na Câmara, convocando o golpismo nas ruas (leia mais)."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: