Efeito Romário: e se o Lula, em vez de queixa-crime, pedir indenização à Veja?


Fernando Brito, Tijolaço 

"O Instituto Lula anuncia que o ex-presidente  e seu filho Fábio entraram com três queixas crimes contra a Veja, um deputado e um prefeito do PSDB, por acusações de que teriam se beneficiado de valores indevidos.

Lula apresentou queixas-crime contra Robson Bonin e Adriano Ceolin,  autores das “reportagens” de capa da Veja, onde afirmam que uma delação premiada estaria próxima de envolver Lula na Operação Lava Jato.”Aquele que seria o autor da delação, o empreiteiro Leo Pinheiro, negou integralmente as informações no mesmo dia da publicação de Veja por meio de nota de seus advogados, e o texto não expôs nenhuma evidência concreta para sustentar as afirmações difamatórias que publicou e divulgou com grande estardalhaço por meio de publicidade física e nas redes sociais”, diz a nota do Instituto.

Presidente, siga o exemplo do Romário, que pediu R$ 75 milhões de indenização à Veja, no caso dos extratos falsos, e em vez de pedir  justiça, peça dinheiro, que tem para a Veja muito mais importância do que a verdade e a honra.

Peça, e ainda anuncie que vai dar o dinheiro para as cooperativas de catadores de lixo, como compensação por eles terem de encostar as mão nas “vejices” tóxicas quando elas se tornam o que desde o início são, imundícies.
É  mais eficiente que pedir que se reconheça crime na divulgação de notícias falsas. O que, convenhamos, transformaria a mídia brasileira numa Chicago dos anos 30.

Todo mundo sabe, aliás, que Al Capone caiu por causa do dinheiro… O do Imposto de Renda…"
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: