Confisco do dinheiro, o novo petardo sobre Cunha

Fernando Brito, Tijolaço 

"Acho curioso quando ler estas avaliações de que Eduardo Cunha vai conseguir se manter na Presidência da Câmara até as calendas, por um longo tempo.

Só pode ser avaliação de gente que não conhece a “máquina de moer gente” que é a mídia brasileira.

Não é qualquer um que lhe pode resistir, é preciso ter muito estofo, não apenas ser determinado ao ponto da  obsessão, como é Cunha.

Aliás, ele nem mesmo chega a ser um gênio do crime ou um Senhor das Trevas. É apenas um espertalhão, que soube expandir seus negócios na política.

Ele próprio sabe que não tem condição senão para oscilar, enquanto puder, entre “muso do impeachment”  e “facinho, facinho” ao Governo, no que vai conseguindo manter o PSDB e o DEM como fiadores de sua permanência no cargo.

Porque sabe que permanecer o cargo é o único que lhe resta antes de rolar barranco abaixo por sua imundície.

Cunha levará um (ou mais) petardos por dia, de agora em diante.

Hoje, foram dois, a recusa de Teori Zavascki em conceder sigilo de Justiça a ao inquérito que o investiga e, agora à tarde, a repatriação para o Brasil e o  bloqueio de R$ 9,6 milhões de suas contas suíças.

A rigor, o dinheiro já estava bloqueado, mas sua remessa ao Brasil e seu confisco pela Justiça são mais um disparo de artilharia sobre o combalido  Cunha.

Logo teremos a quantia, ainda maior, da conta do Merryl Linch que , pela chegada dos documentos do banco aqui,  está sob vigilância e provavelmente será “travada” e terá seus valores  confiscados.

Cunha encolhe a cada dia, a cada hora.

O “Comando Marrom” da direita brasileira – que fica vários postos acima do tolo Aécio Neves, que acredita mesmo ser  “presidente da oposição” – já decidiu que Cunha cai  para que, sem o estigma de sua companhia, possam rearticular a derrubada de Dilma, já improvável, e a destruição de Lula."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: