Esquema no Carf superaria o déficit em R$ 50 bilhões

"Segundo levantamento da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal, com base em dados fornecidos via Lei de Acesso à Informação, dos R$ 106,7 bilhões em créditos julgados em 2013, apenas R$ 30,7 bilhões ficaram com a União; em 2014, quando o montante questionado foi maior, R$ 157 bilhões, a Receita Federal obteve ganhos de causa equivalentes a R$ 65,8 bilhões; somados, valores perdidos superariam o déficit projetado para as contas do governo federal, que na avaliação mais pessimista, poderia alcançar R$ 117 bilhões; esquema é investigado na Operação Zelotes

Brasil 247

O esquema de venda de decisões a grandes contribuintes por parte dos integrantes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) investigado na Operação Zelotes tirou R$ 167 bilhões dos cofres públicos. O valor supera em R$ 50 bilhões à projeção mais pessimista de déficit nas contas do governo federal para este 2015, que é de R$ 117 bilhões.

Os números são de levantamento da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco), com base em dados fornecidos via Lei de Acesso à Informação, e mostra que, em 2013, apenas 28,8% do crédito questionado no conselho foram mantidos, ou seja, a União ganhou a causa.

Em 2014, o número subiu para 41,9%, mas ainda ficou distante do que poderia ter sido arrecadado, caso o esquema de corrupção revelado pela Operação Zelotes não tivesse revertido decisões e multas aplicadas.

Em valores, dos R$ 106,7 bilhões em créditos julgados em 2013, apenas R$ 30,7 bilhões ficaram com a União. Em 2014, quando o montante questionado foi maior, R$ 157 bilhões, a Receita Federal obteve ganhos de causa equivalentes a R$ 65,8 bilhões.

Procurado, o Ministério da Fazenda não se pronunciou sobre o levantamento."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: