De novo, Aécio e os aviões. Agora, o “oi leva eu, eu também quero ir”

Fernando Brito, Tijolaço

Traz a Folha de hoje mais peripécias aeronáuticas de Aécio Neves, agora emprestando os aviões do Estado de  Minas para uma vasta fauna de celebridades que incluem Luciano Huck, Sandy, Júnior e, muitas vezes, o amigão Ricardo Teixeira.

Claro, a matéria tem aquele ranço moralista da Folha, misturando alhos com bugalhos, quando coloca estes vôos na mesma categoria de outros, autorizados por Antonio Anastasia ( que também escorrega ao ceder aeronaves para Aécio) e por Fernando Pimentel, que uma única vez determinou o transporte do presidente do STF – chefe do Poder Judiciário, portanto – Ricardo Levandovski, para uma cerimônia oficial.

Mas serve para demonstrar, pela enésima vez, a falsidade do purismo que se arroga o neochefinho do tucanato, porque usa para os outros regras que jamais se achou na obrigação de cumprir.

Ou, para os antigos como eu, lembrarmos do  famoso “Oi leva eu, que eu também quero ir” do genial Alventino Cavalcanti, autor também do lindo  “O canto da ema”, parceria com João do Vale e Ayres Vianna, que outro dia ouvi maravilhado,numa gravação do próprio Vale, com Jackson do Pandeiro, num tempo em que o Brasil era menos moralista e muito mais honesto.

Gente com mil vezes mais valor para a cultura brasileira que Luciano Huck, e que nunca recebeu nem sequer passagem de ônibus dos poderosos.
Aproveite o domingo com coisa melhor.

Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

Galvam disse...

O artigo não mudou em nada a roubalheira que o PT continua fazendo no Brasil. Os petistas continuam assaltando o erário público do mesmo jeito.