Acusação contra Dilma era mesmo ridícula; perícia demente Gilmar


Por Fernando Brito, Tijolaço -

Vejeiros e ex-vejeiros estão, há um ano, explorando uma suposta irregularidade na campanha de Dilma que seria o pagamento a uma gráfica “fantasma” de propriedade de irmãos do correto jornalista Kennedy Alencar, da CBN e do SBT.
A acusação era insustentável e o próprio Procurador Geral da República,Rodrigo Janot, pediu seu encerramento.

Diz a Agência Estado, reproduzida pelo UOL:

Gilmar classificou como “ridículo” o documento em que Janot sugeria o arquivamento do pedido de investigação contra a gráfica por falta de indícios de irregularidade e disse que a argumentação ia de “pueril a infantil”. No texto, Janot destacou a “inconveniência” de Justiça e Ministério Público Eleitoral se tornarem “protagonistas exagerados do espetáculo da democracia”

Gilmar Mendes não aceitou, bateu pé e mandou as despesas serem periciadas pelo TSE.

E a perícia do TSE, com base em documentos fornecidos pela insuspeita Secretaria de Fazenda de Geraldo Alckmin, concluiu que a gráfica prestou serviços, mesmo, subcontratando outras, como é comum quando se trata de grandes tiragens .

O rídículo, por aí, dá pra ver quem foi.
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: