Enquanto isso... Temer tenta comprar senador com diretoria de banco


Se, de um lado, a presidente eleita Dilma Rousseff foi ao Senado e fez um discurso histórico em defesa da democracia, de outro, o interino Michel Temer negociou barganhas e favores nos bastidores da política; de acordo com a jornalista Natuza Nery, ele prometeu ao senador Roberto Rocha (PSB-MA) uma diretoria no Banco do Nordeste; em seu discurso de ontem, Jorge Viana (PT-AC) colocou o dedo na ferida, ao dizer que vários dos "juízes" do Senado se beneficiam da própria decisão; é o caso por exemplo de José Aníbal (PSDB-SP), suplente de José Serra e amigo de Dilma há 50 anos, mas que votará pelo golpe porque só fica no Senado se o golpe vingar

Brasil 247 -

Se, de um lado, a presidente eleita Dilma Rousseff foi ao Senado e fez um discurso histórico em defesa da democracia, de outro, o interino Michel Temer negociou barganhas e favores nos bastidores da política.
 
De acordo com a jornalista Natuza Nery, ele prometeu ao senador Roberto Rocha (PSB-MA) uma diretoria no Banco do Nordeste:

Fica, vai ter cargo O senador Roberto Rocha (PSB-MA) será contemplado com uma diretoria do Banco do Nordeste em troca de voto favorável ao impeachment.

Não se afobe, não A oferta veio após o congressista ser procurado por Lula. Assim que soube do encontro, Temer agiu para evitar que Rocha pulasse para o lado de Dilma Rousseff.

Ontem, em seu discurso de ontem, Jorge Viana (PT-AC) colocou o dedo na ferida, ao dizer que vários dos "juízes" do Senado se beneficiam da própria decisão.

É o caso por exemplo de José Aníbal (PSDB-SP), suplente de José Serra e amigo de Dilma há 50 anos, mas que votará pelo golpe porque só fica no Senado se o golpe vingar.
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: