Folha: das Diretas Já à proteção policial


Jornal da família Frias, que cresceu na década de 80, depois da campanha das Diretas Já, teve que ter sua sede protegida pela PM nesta madrugada; o motivo: manifestantes planejavam um escracho contra o jornal por seu apoio ao golpe de 2016, mas foi duramente reprimido; na campanha pelo golpe, a Folha de S. Paulo chegou até a falsear uma pesquisa Datafolha e hoje enfrenta sua maior crise de credibilidade

Brasil 247 -

O jornal Folha de S. Paulo, da família Frias, que cresceu na campanha das Diretas Já, teve que ter sua sede protegida pela Polícia Militar na madrugada desta quarta-feira 31, dia da votação final do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O motivo: manifestantes planejavam um escracho contra o jornal por seu apoio ao golpe de 2016. O ato foi duramente reprimido pela PM, que protegeu o prédio localizado na região central de São Paulo.

Por volta de 21h, um grupo guiado pelo coletivo Democracia Corinthiana negociava com a PM a passagem sentido Folha de S. Paulo, a fim de realizar o escracho. Confira o vídeo:


Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: