Mello Franco: quando alvo de vazamento foi Lula, STF não reagiu


"Chama a atenção que Gilmar tenha resolvido protestar quando a operação ameaça atingir um de seus colegas", diz o colunista Bernardo Mello Franco; "Em março, quando a Lava Jato divulgou gravação de Lula e Dilma Rousseff, Gilmar não manifestou a mesma indignação com o vazamento. Na época, o que importava para ele era discutir 'o conteúdo' do grampo"

Brasil 247 -

O colunista Bernardo Mello Franco aponta uma "Indignação de ocasião" do Supremo Tribunal Federal contra os vazamentos da Operação Lava Jato, liderada pelo ministro Gilmar Mendes.

"O ministro tem certa razão ao pedir que os procuradores calcem as 'sandálias da humildade', embora ele nunca tenha encontrado um par do seu número. Desde o início da Lava Jato, é comum ver investigadores exagerando na autopromoção e no ativismo político. No entanto, chama a atenção que Gilmar tenha resolvido protestar quando a operação ameaça atingir um de seus colegas", diz ele.

"Os ministros do Supremo merecem respeito, mas não podem ser tratados como indivíduos acima da lei. Em março, quando a Lava Jato divulgou gravação de Lula e Dilma Rousseff, Gilmar não manifestou a mesma indignação com o vazamento. Na época, o que importava para ele era discutir 'o conteúdo' do grampo."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: