O alerta do pai cujo filho reagiu a seu espancamento pela PM: estamos marcados para morrer


Por Fernando Brito, Tijolaço

Da página do Facebook do advogado gaúcho  Mauro Rogério Silva dos Santos agredido no vídeo mostrado ontem à noite aqui e cujo filho foi preso – já foi liberado –  por ter dado um chute num dos brutamontes que surravam seu pai caído no chão.

“As notícias que nos chegam não são boas. A informação é de que a guarnição que nos abordou na noite de ontem é uma guarnição de POA deslocada para Caxias. A mesma é especializada em produzir óbitos. Amanhã ou depois, eu e meu filho iremos aparecer mortos em uma condição que nos fará parecer bandidos. Não tememos, se for o preço a pagar por um Brasil livre e justo, que assim seja. Agradecemos antecipadamente à solidariedade que vem de todo o Brasil.”

Mais cedo, Mauro havia publicado a seguinte mensagem:

Eu sou a pessoa agredida no vídeo. Tenho vários machucados mas estou bem. tenho hábito de buscar meu filho a noite na faculdade. Em torno de 22 horas recebi uma mensagem  dele pedindo para que eu o busca-se na praça central de Caxias do Sul, onde estava acontecendo uma manifestação pelo fora Temer. Me dirigi para lá e já não haviam muitas pessoas. Não o vi. 

Recebi um pedido de ajuda dele dizendo que estavam precisando de um advogado pois haviam jovens sendo presos a uma quadra da praça, quando se dispersavam. Cheguei e vi uma moça e um jovem, certamente menor, de mãos na parede e os policiais se preparando para conduzi-los a delegacia. 

Retirei minha carteira e apresentei aos policiais para saber da razão da condução dos jovens e qual o nome deles. De imediato fui repelido com empurrões e não tive a condição de advogado reconhecida, talvez por eu ser negro. A policia tem dificuldade em entender que estas duas condições podem andar juntas. As agressões foram muitas Meu filho está preso na penitenciária de Caxias do Sul. Dizem que ele chutou um policial e com isto atentado contra a vida dele. Meu filho é estudante de direito, por longo tempo atleta de canoagem, tendo representado o Brasil em diversas competições nacionais e internacionais. O presidio não é o lugar dele. Vou trabalhar para tirá-lo de lá.

Estamos perto de uma conflagração de sérias consequências, qualquer um pode ver.

O presidente da República, que já adotava uma linguagem agressiva e uma postura belicoa, perdeu as ultimas estribeiras no ato seguinte á sua entronização no cargo.

Quase a provar o velho adágio: queres conhecer o vilão, põe-lhe na mão o bastão”.

Temer e seu ministro de maus bofes, Alexandre Moraes, serão diretamente responsáveis por a desgraça que se está se anunciando e não duvido que haja gente infiltrando agentes provocadores para dar aos manifestantes a pecha de vândalos e baderneiros.
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: