Itaúúú, FHC, Globo e CIA: o que fazer?


Retorno aos quadros Constitucionais vigentes em 1988​

Por Paulo Henrique Amorim, Conversa Afiada -

A destituição do Traíra no Fintástico deu à Globo, aparentemente, um poder só comparável ao que tinha no Governo Sarney.

O jn de sábado chamou a entrevista do Calero no Fintástico.

E o suposto Presidente saiu correndo de São Paulo para dar uma entrevista coletiva no domingo de manhã, para responder à entrevista que Fintástico exibiria à noite.

Nem o Pravda na extinta União Soviética.

Nem o Granma em Cuba!

(Sobre como Roberto Marinho governou o Brasil durante o Governo Sarney, recomenda-se a leitura do best-seller "O Quarto Poder - uma outra história".)
Aparentemente, a Globo manda e sabe o que fazer dessa pocilga em que os canalhas, canalhas, canalhas, segundo o Requião e o Lindbergh, transformaram o Brasil.

Não, a Globo não sabe o que fazer.

Ainda.

Não sabe o que fazer depois do Fora, Temer!

Nem o Itaúúú, o FHC (seu agente oculto), nem a CIA (idem).

Calero é um instrumento - saiu-se melhor que a encomenda - do PSDB, como se sabe.

O que o chanceler Padim Pade Cerra fará com esse jovem diplomata, daqui para a frente, indicará o grau de confiança que os tucanos da Odebrecht (não esquecer dos R$ 23 milhões na Suíça) depositam nesse grampeador "indigno"!
Mas, nem o FHC sabe o que fazer daqui para a frente.

A especulaçao óbvia é imaginar o Golpe de 2017, sob a batuta de outro tucano emérito, o Gilmar (PSDB-MT).

Mas, será que o TSE vai cair nessa?

Será que zé mané da esquina vai ficar quieto se o Congresso canalha, canalha, canalha escolher o FHC Príncipe da Privataria numa eleiçao indireta, ou o Luciano Huck, o Gilberto Freire com “i”, um delegado aecista, o Dallagnol, lider de bancada na Câmara, o Moro fura-teto?

Ou o mais provável é acontecer o que o Requião disse ao Mino: daqui a seis meses, essa p... aí explode!

Ninguém sabe.

O Conversa Afiada sabe: é preciso realizar um "retorno aos quadros constitucionais vigentes" em 1988, com ou sem a ajuda do Mal. Lott!
E, portanto, a eleição do Lula ou de quem ele indicar.

Todo o poder emana do povo e em seu nome será exercido!

Ou será que "todo o poder emana da Globo"?

Como diz aquele professor amigo, é preciso estatizar o jornalismo da Globo.

Porque ou Globo ou Democracia!
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: