Com Temer, um enxurrada de dólares…Mas para fora do Brasil


Por Fernando Brito, Tijolaço

Uma semana depois da usurpação do cargo de Dilma Rousseff por Michel Temer, o colunista Lauro Jardim, de O Globo, publicava que o  ” comandante da subsidiária brasileira de um grande banco estrangeiro” dizia que o “mercado” esperava apenas a confirmação do impeachment para despejar aqui “uma enxurrada de dólares em investimentos diretos, em bolsa e bonds. Algo como US$ 50 bilhões”.

Sete meses depois, a Agência Reuters publica que a “enxurrada de dólares” foi, sim, para fora do país e , realmente, “algo como US$ 50 bilhões”.

Aliás, exatos 51,562 bilhões de dólares, o triplo das perdas cambiais financeiras de 16,071 bilhões de dólares registradas em 2015.

O comemorado saldo comercial de US$ 45 bilhões, obtido graças à brutal contração de 20% nas importações  provocada pelo declínio da produção aqui, portanto, não chegou para zerar a conta.

Ficamos 4,25 bilhões de dpólares no vermelho, contra um resultado positivo de 9,4 bi de dólares em 2015.

Eu fico pensando como estes “preditores da retomada” não têm vergonha na cara  de continuar dizendo o mesmo, só que agora com o capital estrangeiro esperando o massacre dos velhinhos com a reforma da Previdência.

Depois disso vão botar a culpa em quem, na criancinhas  e chamar Herodes?
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: