Doria e Alckmin mentiram sobre congelamento das tarifas de transporte


"Depois de terem trombeteado que congelariam a tarifa básica de ônibus, trem e metrô em R$3,80 na Grande São Paulo, o governador do estado Geraldo Alckmin e o prefeito eleito João Dória decidiram aumentar em 14,8% o preço do bilhete integrado ônibus-trem-metrô. Na versão mensal, o aumento foi de 30%. Numa só penada, afetaram cerca de metade dos usuários da rede de transporte na cidade. E introduziram um vetor de desorganização no sistema integrado", diz o jornalista Marco Aurélio Nogueira

Brasil 247 -

Em artigo publicado neste domingo, o jornalista Marco Aurélio Nogueira revela como o governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria mentiram para a população sobre o suposto congelamento das tarifas de transporte público.
 
"Depois de terem trombeteado que congelariam a tarifa básica de ônibus, trem e metrô em R$3,80 na Grande São Paulo, o governador do estado Geraldo Alckmin e o prefeito eleito João Dória decidiram aumentar em 14,8% o preço do bilhete integrado ônibus-trem-metrô. Na versão mensal, o aumento foi de 30%. Numa só penada, afetaram cerca de metade dos usuários da rede de transporte na cidade. E introduziram um vetor de desorganização no sistema integrado", escreveu.

"Os governantes mentiram para a população, dando com uma mão o que tiraram com a outra. A explicação é que precisavam manter a 'saúde financeira' do sistema, fazendo com que certos usuários arcassem com o aumento para que outros se beneficiassem. Os gestores dizem que mesmo assim o sistema terá de ser fortemente subsidiado, o que sugere que outras medidas poderão ser tomadas. Tipo suspender a gratuidade para idosos e os descontos para estudantes.  Como não esclareceram de onde virá o dinheiro para arcar com os subsídios, pode-se suspeitar que alguns cortes serão feitos em outras áreas governamentais."
Enviar: Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: